Valorização económica e ambiental dos mangais prioritários de São Tomé

Pretendemos reforçar os processos de utilização sustentável, recuperação e monitorização ambiental de 2 áreas de mangal na ilha de São Tomé (Malanza e Praia das Conchas), através de iniciativas locais de cogestão participativa centrada nas comunidades.

São Tomé e Príncipe é um dos hotpots globais de biodiversidade, sendo que as suas florestas já beneficiam de reconhecimento internacional e nos seus mares estão a ser criadas as primeiras áreas marinhas protegidas. No entanto os mangais (um ecossistema crítico para a conservação da natureza, o combate às alterações climáticas e para os modos de vida de várias comunidades) estão em risco premente.

Para parar a degradação que tem aumentado ao longo dos últimos anos é preciso que a própria população veja os benefícios diretos da sua gestão sustentável, pelo que é preciso que a população valorize esses ecossistemas únicos.  

Pretendemos então contribuir para a resolução desta problemática, através de algumas atividades como a sensibilização ambiental e a gestão participativa; o estabelecimento de um sistema misto de monitorização das condições dos mangais; estabelecendo metodologias de restauração e gestão direta de ameaças; e valorizando economicamente os mangais através da promoção de iniciativas sustentáveis de exploração dos recursos com vista ao aumento dos rendimentos familiares.

Localidade: Malanza e Praia das Conchas

Quando: 2023-2025

Orçamento: 248 556 €

Beneficiários: 1 730 pessoas

EIXOS TEMÁTICOS

SETORES DE INTERVENÇÃO

FINANCIADORES



Projetos Relacionados