Área Reservada
  • Português

Projectos Vida Sustentável

O projecto quis responder à necessidade de criação de emprego na área urbana da Feira de Santana, estado da Baía, Brasil. O projecto pretendeu desenvolver actividades de apoio a pequenos empreendimentos, como resposta concreta à necessidade de sobrevivência da população que consegue, por conta própria, criar as mais variadas formas de ocupação e emprego na área urbana da Feira de Santana. Para isso, fortaleceram-se as actividades produtivas através do acesso a pequenos créditos, com prioridade para as mulheres empreendedoras, e mediante a capacitação política (os direitos das mulheres) e de gestão técnica e administrativa de pequenas actividades económicas.

 

Data de Início: Out.1996

Data de Fim: Out.1997

O projecto pretendeu contribuir para o fortalecimento do movimento comunitário na periferia urbana da Feira de Santana, criando redes de solidariedade para a defesa e a integração de crianças e adolescentes, tendo como objectivo a sua plena integração social. No específico, o projecto dirigiu-se em primeiro lugar às crianças abandonadas pelos seus pais naturais, facilitando as práticas de adopção. Em segundo lugar, realizaram-se actividades artístico-culturais em conjunto com acções de educação sanitária e de produção de legumes e outras verduras destinadas ao consumo caseiro (para melhorar a qualidade da alimentação) e à comercialização.

 

Data de Início: Set.1996

Data de Fim: Set.1997

O projecto desenvolveu-se num período de grandes transformações, em que o papel desempenhado pelos movimentos sociais é de grande importância. O objectivo mais estratégico enquanto centro de formação de âmbito nacional é a formação de multiplicadores que possam contribuir para a educação de lideranças populares, atendendo às especificidades regionais e às diferentes formas de organização dos movimentos, capacitando-as para elaborarem propostas e participarem em espaços públicos de gestão democrática. As actividades realizadas desenvolveram-se através de um curso de formação de educadores populares dirigido a pessoas vinculadas a movimentos, ONG, prefeituras e universidades.

 

Data de Início: Mar.1994

Data de Fim: Fev.1995

O Projecto de Desenvolvimento Rural Integrado e de Políticas Públicas visou contribuir par a elevação do nível sócio-económico de famílias rurais e urbanas através da realização de programas que se desenvolveram de forma integrada nas áreas económica, da educação e no campo dos movimentos sociais e de participação na elaboração de políticas públicas. As actividades foram estruturadas segundo quatro programas a saber: Programa económico agrícola e de projectos produtivos, Programa de educação rural, Programa movimentos sociais e Programa de género.

 

Beneficiários: 315 famílias no Programa Económico; 47 professores e quase dois mil alunos no Programa de Educação Rural; 1.000 pessoas no Programa de Movimentos Sociais; 734 mulheres no Programa de Género

Data de Início: Jan.1994

Data de Fim: Dez.1997

O programa visa contribuir para o reforço da capacidade produtiva e institucional das organizações locais (instituições parceiras locais e comunidades beneficiárias), com objectivo de criar mecanismos para a consolidação da sua auto-suficiência alimentar, maior participação nos processos de tomada de decisões em relação aos problemas que mais os afectam, e um maior conhecimento sobre as problemáticas da VIH-SIDA, acesso à terra, Cidadania, etc. Uma das estratégias para a criação de condições de segurança alimentar é o recurso ao microcrédito, com os objectivos de: 1) Aumentar e diversificar o rendimento das famílias beneficiarias do projecto, apoiando pequenas iniciativas de geração de rendimento, de modo a recuperar e fortalecer o tecido económico nas áreas do projecto. 2) Criar empregos sustentáveis. O programa apoia ainda iniciativas de geração de rendimento a nível familiar, orientadas para a constituição de pequenas micro-empresas.

 

Beneficiários: 23.690 pessoas

Data de Início: Set.2001

Data de Fim: Jun.2005

O Distrito de Magude enfrenta os seguintes problemas graves: insegurança alimentar, fl uxo migratório de homens que se deslocam para a África do Sul, com o objectivo de trabalhar nas minas ou nas fazendas, baixos rendimentos familiares, falta de água potável, mais de 50% das crianças em idade escolar não frequentam a escola, questões de saneamento que originam elevados índices de doenças como a diarreia, malária e ainda uma elevada taxa de sub-nutrição. Este projecto, na sequência de dois projectos anteriores, visa reduzir a pobreza e a vulnerabilidade em Motaze. Para isto, as acções empreendidas procurarm reduzir a vulnerabilidade de 2.500 famílias em relação à seca; aumentar a capacidade produtiva das 2.500 famílias e sua renda familiar; e reduzir a vulnerabilidade das 2.500 famílias ao HIV/SIDA e mitigar o impacto do mesmo.

 

Beneficiários: 10.000 pessoas (2.500 famílias)

Data de Início: Abr.2004

Data de Fim: Jun.2007

O Centro de Recursos teve por objectivo principal complementar o trabalho da Escola de Artes e Ofícios e fazer a formação profissional de técnicos e artesãos. Por isso, ocupou-se da formação de técnicos de construção civil cerca de trezentos (300), entre os quais carpinteiros, pedreiros, canalizadores e pintores, ocupou-se também da formação de carpinteiros navais e técnicos de redes de pesca, e ainda da formação de ourives e técnicos de conchas. A partir deste programa nasceram algumas cooperativas e núcleos de produção familiar que organizaram o seu próprio negócio. No Centro de Recursos tiveram lugar outros tipos de formação, como a formação em gestão para comerciantes e a formação autárquica para vereadores e membros da Assembleia local e ainda a formação de animadores para a fase pré escolar, bem como a promoção de sessões de trabalho sobre temas previamente seleccionados para professores em exercício do EP1. Funciona também no Centro de Recursos um novo sector de aconselhamento para o combate ao HIV/SIDA para jovens.

 

Data de início: 1990

Data de Fim: 2000

O Centro atende prioritariamente a população da favela onde está situado, no Rio Bonito. Trata-se de uma população muito carenciada dos serviços básicos: trabalho, habitação, saúde, formação (a maioria são analfabetos ou semianalfabetos). Crianças abandonadas, mães solteiras, prostituição, droga, alcoolismo, violência abundam na favela. De realçar na postura e metodologia do Centro é a importância da actividade cultural, nomeadamente da arte, já testada, como base da luta contra a marginalidade. Quer nas actividades de grupo quer no atendimento pessoal, o método do Centro pretende alargar a visão das pessoas sobre os problemas, estimulá-las a uma acção colectiva e solidária e mostrar-lhes a importância que a educação tem na transformação dessa realidade.

 

Beneficiários: 800 famílias

Data de Início: Ago.1993

Data de Fim: Ago.1994

O Centro atende prioritariamente a população da favela onde está situado, no Rio Bonito. Trata-se de uma população muito carenciada dos serviços básicos: trabalho, habitação, saúde, formação (a maioria são analfabetos ou semianalfabetos). Crianças abandonadas, mães solteiras, prostituição, droga, alcoolismo, violência abundam na favela. De realçar na postura e metodologia do Centro é a importância da actividade cultural, nomeadamente da arte, já testada, como base da luta contra a marginalidade. Quer nas actividades de grupo quer no atendimento pessoal, o método do Centro pretende alargar a visão das pessoas sobre os problemas, estimulá-las a uma acção colectiva e solidária e mostrar-lhes a importância que a educação tem na transformação dessa realidade.

 

Beneficiários: 800 famílias

Data de Início: Set.1995

Data de Fim: Fev.1996

O bairro onde se realizou o projecto, antiga grande favela chamada Alagados, na periferia de Salvador, abrangia um terreno antigamente alagado que foi sendo ocupado com habitações precárias pelas populações mais pobres. O projecto pretendeu desenvolver diversas acções recreativas que produzissem integração no interior da comunidade alvo: encontros de formação, dias de estudos e oficinas sobre a cultura em geral, a arte, a história, o resgate das raízes culturais, os direitos de cidadania, as dinâmicas comunitárias e os valores democráticos mais fundamentais. O objectivo era produzir crescimento cívico e comunitário para o desenvolvimento integral da comunidade de Mangueira.

 

Data de Início: Nov.1996

Data de Fim: Nov.1997