Área Reservada
  • Português

Activação de Centro Pesqueiro beneficia comunidade de pescadores

Quarta, 13 Abril 2011 15:47

Activação de Centro Pesqueiro beneficia comunidade de pescadores no Pacífico Sul da Nicarágua

 

"Quando pomos o coração no que fazemos, conseguimos fazer coisas diferentes."

Nélvia Hernández, coordenadora de projecto de implementação de sistemas de certificação para pequenos produtores de camarão, pescadores artesanais e colectores de conchas.

 

San Juan del Sur é uma pequena cidade costeira, cuja população vive essencialmente da pesca e do crescente turismo. Apesar das águas que a banham serem muito ricas em pescado de toda a qualidade, os débeis processos produtivos e a fraca competetividade no acesso ao mercado, resultam em fortes vulnerabilidades sociais e económicas da população.

 

Para fazer face a esta situação, a Oikos implementa em conjunto com o CIDEA - Centro de Investigação de Ecossistemas Aquáticos da Universidade Centro-americana um projecto que abrange esta região e que tem como um dos grandes objectivos fortalecer a competitividade das pequenas e médias empresas pesqueiras.

 

A activação do Centro Pesqueiro de San Juan del Sur, inactivo há alguns anos, era um dos meios identificados desde o início para cumprir este objectivo. Construído em 2006 com financiamento do Governo do Japão, tinha em vista a facilitação do desenvolvimento da actividade produtiva da pesca artesanal de forma integrada e sustentável. No entanto, por indefinição do direito de utilização, acrescendo a limitações de infra-estrutura e a falta de sistemas de qualidade, acabou por nunca servir o efeito inicialmente previsto.

 

Actualmente o Centro Pesqueiro está em pleno funcionamento. Foram efectuadas algumas obras de melhoria e dadas diversas sessões de formação sobre normas nacionais e internacionais de qualidade, inocuidade e gestão dos recursos pesqueiros, tanto para os pescadores como para os operadores do Terminal Pesqueiro. Durante estas acções, os pescadores e operadores foram sensibilizados para o facto de que o Terminal não poderia funcionar sem o apoio de todo o sector e das autoridades de tutela, para poder ter os sistemas de certificação desejados e ainda garantir uma maior rentabilidade e benefícios para todo o comunidade pesqueira.

 

A criação de postos de trabalho é um efeito secundário positivo impulsionado pela activação do Centro Pesqueiro, que só na parte da produção empregou 15 mulheres que recepcionam, limpam e armazenam o peixe.

 

A produção de gelo é outro factor positivo: 95% dos pescadores deixaram de ter que comprar o gelo na capital, Manágua, e fazem-no agora directamente aqui, no Centro Pesqueiro. Já existem contratos com empresas para exportação e os níveis de qualidade do produto são elevados e cumprem os requisitos de certificação.

 

O terminal é agora gerido em conjunto com a INPESCA - Instituto Nicaraguense para a Pesca e Aquicultura e uma Federação que engloba duas Associações de pescadores, uma Cooperativa, uma Associação Municipal e um Sindicato. No total, cerca de 420 pescadores de San Juan del Sur e suas famílias beneficiam deste projecto.

 

"O Centro Pesqueiro é o grande sonho das nossas vidas. Sonhamos que este terminal seja uma empresa exportadora, que o produto se venda interna e externamente, fruto do nosso trabalho. Queremos que o nosso pescado seja vendido a um preço justo, que beneficie os pescadores. Os custos para produtores individuais têm aumentado, mas o preço a que vendemos é cada vez mais baixo. Assim, a pesca só dá para sobreviver, mas não para deixarmos de estar dependentes de ajuda. Este Centro Pesqueiro é a nossa salvação e aquilo que vai mudar verdadeiramente a nossa vida."

Edgar Bejorano, Presidente da Cooperativa Hijos del Mar

Consulte o Projecto: