Área Reservada

Mobilização

A Campanha Right to the Future esteve aberta para recolha de assinaturas entre 20 de Fevereiro e a realização da Conferência do Rio (Rio+20), a 22 de Junho.

 

Realizada em conjunto com a Terre des Hommes e a The World Future Council, a petição propunha a criação de um provedor de Justiça que desse voz aos interesses e direitos das gerações futuras.


Visava que a Conferência do Rio (Rio + 20) não constituísse mais um momento de promessas de responsabilidades por mais 20 anos.

 

"Queremos que dela resulte o compromisso sério dos líderes do mundo em criarem à escala internacional, regional e nacional a figura do Provedor de Justiça que defenda os direitos e interesses das gerações futuras. Queremos o reconhecimento das Gerações Futuras como Sujeitos de Direitos e, como tal, consagração do direito ao futuro como direito humano. Dê a sua voz por aqueles que a não  têm para defender uma vida em dignidade e um planeta saudável e com recursos, para nós, os nossos filhos e netos e para as gerações vindouras."

Cerca de 130 mil milhões de dólares são gastos todos os anos na erradicação da pobreza.


A crise financeira global que actualmente se vive, a galopante alteração climática, as crises alimentares que afectam violentamente sobretudo os mais pobres, tornam ainda mais necessário que esta ajuda prestada tenha resultados positivos.

Como cidadãos, temos o direito de saber como o dinheiro da Ajuda Púbica ao Desenvolvimento está a ser gasto. Assim, convidamos a que assine a petição mundial que apela que os governos tenham maior transparência na Ajuda Pública.


A Ajuda Pública ao Desenvolvimento faz de facto a diferença. Ela pode salvar vidas, colocar crianças nas escolas e reduzir a pobreza e o sofrimento de muitas pessoas. Mas, no momento, não se sabe exactamente "quanto" dinheiro está a ser gasto, "onde" e "em quê". Em muitos casos, nem mesmo os países que recebem Ajuda têm uma visão real de onde o dinheiro está a ser aplicado. Esta realidade acaba por reduzir o potencial e efectividade da Ajuda. Com mais informações, cidadãos dos países doadores e receptores poderiam saber exactamente se o dinheiro fruto da Ajuda está a ter o melhor impacto possível.

A Pobreza Zero é uma Campanha de Mobilização nacional coordenada pela Oikos desde 2005. Surge da necessidade de despertar Portugal para a situação internacional de pobreza extrema, bem como a falta de cuidados básicos de saúde e a impossibilidade de acesso ao ensino primário para a maioria da população mundial.

 

A solução possível para esta conjuntura passa pela realização dos 8 Objectivos do Milénio e, concretamente para Portugal, pela concretização da promessa de Ajuda Pública ao Desenvolvimento com 0,7% do RNB até 2015.

Pág. 4 de 4

  

Bannerlateral homeoikos

Siga-nos

 

Participe em Ações e Eventos

Maio 2021
D 2a 3a 4a 5a 6a S
25 26 27 28 29 30 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31 1 2 3 4 5