Área Reservada
  • Português

Jovens unidos pela liberdade de expressão em El Salvador

Quinta, 28 Abril 2022 08:31

Em El Salvador, várias organizações internacionais relatam a deterioração da situação dos meios de comunicação e a sua liberdade de expressão. O projeto “Organizações e meios de comunicação populares, comunitários, alternativos e independentes em defesa da liberdade de expressão e dos direitos humanos” procura garantir a liberdade de expressão das entidades de comunicação e o acesso à informação pública. Entre 2018 e 2021, a Associação de Jornalistas de El Salvador (APES) registou 464 violações contra jornalistas e trabalhadores da informação. Até à data, em 2022, já foram reportadas 197 violações.

 
Parte do projeto contou com atividades que promovessem o envolvimento dos meios de comunicação através de workshops. Com a participação de 35 jovens parte de 10 organizações de meios de comunicação, a sua maioria rádios, os workshops permitiram a análise e conceção da situação política do país, permitindo a elaboração de uma agenda política participativa e um plano de advocacia pela liberdade de expressão no país.

Para a análise da situação atual, o grupo definiu as suas necessidades enquanto jornalistas, trabalhadores na área da comunicação e defensores dos direitos humanos através de um grupo de perguntas de resposta individual que facilitaram esta observação:

 

1. Como caracterizaria a atual situação política e democrática do país?

2. Quais as questões recorrentes nos seus meios de comunicação que identifica como um risco ou violação no seu trabalho?

3. Perante as questões identificadas, qual acha que teria legitimidade nas suas comunidades para apoiar um processo de advocacia política?

4. Que ações e propostas específicas poderiam ser articuladas pela rede de comunicação social e parceiros para promover uma agenda política e de advocacia face aos problemas identificados?

 

Os workshops fizeram-se acompanhar de visitas a diferentes meios de comunicação para permitir identificar as necessidades dos mesmos e as violações que sentiram dos seus direitos (direitos humanos, género, liberdade de expressão, independência dos meios de comunicação social, entre outros).

 

 Medios 01  Medios 05

 

No decorrer das visitas, realizaram-se entrevistas com os diretos dos meios de comunicação e outros intervenientes nas tomadas de decisão de forma a compreender as suas visões institucionais, bem como as políticas e ações de advocacia. Além da recolha de contributos para apoiar na construção da agenda política, as visitas permitiram igualmente tomar conhecimento das condições de infraestrutura de muitas estações de rádio e outros meios de comunicação.

 

No próximo ano, o projeto irá consolidar toda a informação recolhida nas visitas e nos workshops para criar uma agenda política participativa coesa. É esperado um evento de socialização e um novo workshop prático para definir um plano de advocacia conjunto e que deverá ser implementado e executado até ao final do projeto.