Área Reservada

Solução para Plásticos Marítimos na Ilha de Moçambique protegendo e valorizando o ecossistema marinho

Quinta, 05 Agosto 2021 11:06

A Oikos atua há largos anos na região costeira de Nampula, onde tem representação permanente, com foco na sustentabilidade ambiental. Novo projeto focado na gestão socioambiental de resíduos plásticos vem reforçar a atuação na Ilha de Moçambique.

Com o projeto “Solução Participada Para Plásticos Marítimos” pretende-se proteger e valorizar o ecossistema marinho da Ilha de Moçambique, encontrando uma solução sustentável e duradoura para os resíduos plásticos com total participação e envolvimento das comunidades locais.

 

 As atividades relacionadas com a gestão sustentável do estuário do Lumbo fortalecem Organizações Comunitárias, formam agentes de desenvolvimento comunitário, contribuem para a construção de um plano de negócios relacionado com a valorização do resíduo plástico e ainda trabalham na participação e conhecimento da comunidade no setor.

 

 Assim realizou-se no dia 28 de julho na Cidade da Ilha de Moçambique, um debate aberto com o objetivo de recolher diferentes ideias e opiniões sobre a temática de gestão de resíduos, principalmente do plástico, abrindo a possibilidade para a realização de um diagnóstico participativo dos cenários atuais. Nesta sessão participaram ativamente representantes dos Parceiros, Sociedade Civil e autoridades locais, com representação dos bairros envolvidos.

 

 Foi referido que a Educação Ambiental e a Sensibilização, associados à fiscalização, podem ser um forte pilar para a mudança dos hábitos dos cidadãos e agentes turísticos e que é necessário atualizar e fazer cumprir aquelas que são as políticas para gestão de resíduos. A articulação dos diversos agentes que trabalham neste sector, entre Organizações da Sociedade Civil, líderes locais, líderes religiosos, comunidade escolar, grupos de limpeza, Conselho Municipal da Ilha de Moçambique, operadores turísticos e agentes de cooperação é também fundamental para que o Sistemas de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos possa ser melhorado e mais eficiente.

 

Os intervenientes mostram o desejo de fazer com que a Ilha de Moçambique seja reconhecida no país e lá fora, como um local bonito e limpo, procurando criar uma marca ecológica que diferencie a Ilha e potencie o mercado turístico a nível internacional para além de garantir melhores condições de vida aos seus cidadãos.

 

Neste desafio a Oikos une esforços com a UCCLA/  URB-África, Associação dos Pequenos Empresários de Hotelaria e Turismo da Ilha de Moçambique (APETUR), CAIRIM da Universidade Eduardo Mondlane, Conselho Municipal da Ilha de Moçambique (CMCIM), Ensaios e Diálogos Associação e Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – UniLúrio.

 

 Financiamento do Camões, I.P.

 

3b53 - 2

 

 

3b53 - 5

Consulte o Projecto:

Financiadores