Sekeleka Motaze Magude – 2ª Fase

Pretendemos reduzir a pobreza e a vulnerabilidade em Motaze.

O Distrito de Magude enfrenta alguns problemas graves: insegurança alimentar, fluxo migratório de homens que se deslocam para a África do Sul, com o objectivo de trabalhar nas minas ou nas fazendas, baixos rendimentos familiares, falta de água potável, mais de 50% das crianças em idade escolar não frequentam a escola, questões de saneamento que originam elevados índices de doenças como a diarreia, malária e ainda uma elevada taxa de sub-nutrição.

Assim, visamos reduzir a pobreza e a vulnerabilidade de 15 000 pessoas, contribuindo para a sua segurança alimentar. Pretendemos reduzir a vulnerabilidade das famílias à seca (através do abastecimento de água potável assegurada com a construção de cinco represas, uso de culturas resistentes à seca e culturas diversas, e uso de recursos materiais e florestais de forma controlada); aumentar a capacidade produtiva dos agricultores e sua renda familiar (com o estabelecimento de associações e agroindústrias de produtores em cada aldeia, o aumento da produção de mel, etc); e reduzir a vulnerabilidade das famílias ao HIV/SIDA.

País: Moçambique

Localidade: Maputo

Quando: 2003

Financiamento: 70 035 €

Beneficiários: 15 000 pessoas

EIXOS TEMÁTICOS

SETORES DE INTERVENÇÃO

Últimas Notícias

Ainda não há notícias no projeto



FINANCIADORES



PARCEIROS


Sem parceiros no projeto


Projetos Relacionados