Notícias

Ciclone “Gombe” afeta famílias apoiadas e equipa da Oikos em Nampula

Gombe4 copy

O ciclone “Gombe” atingiu Nampula na madrugada do dia 11 de Março, passando para o estágio de ciclone tropical, com ventos e rajadas a atingirem mais de 185Km/h. Por volta das 3h da manhã, quando o ciclone atingiu terra no epicentro localizado entre os distritos de Mogincual, Liupo, Ilha de Moçambique, Angoche e Mossuril, deixou um rasto de devastação.

A equipa da Oikos, com delegação em Nampula, contabiliza já diversos danos, inclusive pessoais. Existem relatos de muitas famílias desalojadas.

O corte na distribuição de energia torna difícil obter informação e compreender o estado atual das populações afetadas.

 

Relatos da equipa da Oikos na Ilha de Moçambique contam que passaram a noite em claro. As populações estão desde as primeiras horas da manhã em trabalhos de limpeza, tentando recuperar os danos nas habitações e a procurar soluções para as famílias desalojadas. Depois dos ciclones Keneth e Idai fustigarem zonas costeiras de Moçambique, mais um ciclone deixa um rastro de destruição, sendo cada vez mais recorrentes eventos extremos em consequência dos efeitos das mudanças climáticas.

 

Por todo o mundo os países mais pobres e vulneráveis continuam a sofrer as consequências dos efeitos das mudanças climáticas. A equipa da Oikos está nos distritos a trabalhar com as populações afectadas e a apoiar as famílias mais impactadas.

 

Gombe4 copy

 

Gombe

Artigos Relacionados